fevereiro 15, 2022

Reflexões Sobre o Trabalho Por Uma Causa

by Paulo Melgarejo in Liderança

Todo mundo sabe que a juventude sempre teve uma queda para causas. Mas nunca houve, como agora, tantos discursos politicamente corretos, ideias transformadoras e frases de impacto, tudo com a intenção de mudar o mundo.

 Em contrapartida, as realizações efetivas para tornar a humanidade mais feliz são pífias. Talvez, um dos motivos seja porque os problemas globais são tão grandes que desanimam qualquer bem-intencionado.

Contudo, qualquer um tem enormes possibilidades de fazer grandes coisas pelas pessoas. Por isso, separamos quatro trechos de escritos de Ellen White sobre a expectativa de Deus em relação a nossos jovens, o que Satanás pensa sobre jovens consagrados, por onde a juventude pode começar um movimento e como medir o sucesso de seu esforço.

Pesadas responsabilidades recaem sobre os jovens.

Deus espera muito dos jovens que vivem nesta geração de luz e conhecimento grandemente aumentados. Ele quer usá-los para dissipar o erro e a superstição que estão obscurecendo o entendimento de muitos. Os jovens devem disciplinar-se adquirindo para si a maior porção de conhecimento e experiência. Deus os considera responsáveis pelas oportunidades que lhes concede. O trabalho que está perante eles espera por seus dedicados esforços, para que possa ser expandido em todas as direções, de acordo com a exigência do tempo. Se os jovens consagrarem entendimento e coração ao serviço do Senhor, poderão alcançar alta norma de eficiência e utilidade. Essa é a norma que Ele espera que os jovens atinjam. Fazer menos do que isso é deixar de aproveitar completamente as oportunidades concedidas por Deus. Isso será considerado traição a Deus — deixar de trabalhar para o bem da humanidade. Que estão fazendo, queridos jovens, para tornar conhecido de outros quão importante é tomar a Palavra de Deus por guia e observar os mandamentos de Jeová? Estão, por preceito e exemplo, declarando que é só pela obediência à Palavra de Deus que o homem pode ser salvo? Se fizerem o que puderem, serão uma bênção para outros. Ao agirem segundo a sua melhor capacidade, novas oportunidades se abrirão diante de vocês para realizar ainda mais (Mensagens aos Jovens, p. 199).

Influência poderosa

Satanás é um inimigo vigilante, atento ao seu objetivo de dirigir os jovens num modo de proceder inteiramente contrário ao que Deus aprovaria. Ele bem sabe não haver outra classe que possa fazer tanto bem como os rapazes e moças consagrados a Deus. Os jovens, quando corretos, podem exercer poderosa influência. Pregadores ou leigos de idade avançada não podem ter, sobre a juventude, metade da influência que os jovens consagrados têm sobre seus companheiros. Estes deveriam sentir a responsabilidade que sobre eles pesa para tudo fazer por salvar seus semelhantes, mesmo com o sacrifício de seus prazeres e naturais desejos. Tempo e mesmo meios, o que for necessário, devem ser consagrados a Deus. Todos os que professam piedade devem sentir o perigo dos que estão sem Cristo. Breve terminará seu tempo de graça. Os que poderiam ter exercido influência para salvar pessoas se houvessem seguido o conselho de Deus, e no entanto não cumpriram seu dever por egoísmo, indolência, ou por se envergonharem da cruz de Cristo, não só perderão sua própria salvação, mas terão sobre suas vestes o sangue dos pecadores. Essas pessoas terão de dar contas do bem que poderiam ter realizado se houvessem sido consagradas a Deus, porém não fizeram por causa de sua infidelidade. Os que provaram as bênçãos do amor remidor não repousarão, nem poderão fazê-lo, sem que todos com quem se associam tenham entrado em contato com o plano da salvação. Os jovens devem perguntar: “‘Senhor, que queres que faça?’ Como posso honrar e glorificar Teu nome sobre a Terra?” Pessoas se perdem em torno de nós, e a grande responsabilidade de ganhar almas para Cristo pesa sobre os jovens (Mensagens aos Jovens, p. 204).

 Onde começar

Comecem por casa, em sua família, na vizinhança, entre os próprios amigos, os que desejam trabalhar para Deus. Encontrarão ali um ótimo campo missionário. Essa obra missionária é uma prova, que lhes revela sua capacidade, ou não, para servir numa esfera mais ampla (Testemunhos Seletos, v. 3, p. 61).

Maior sucesso

Em nossa obra o esforço individual conseguirá muito mais do que se possa calcular. É pela falta disso que almas estão perecendo. Uma pessoa é de valor infinito; seu preço é revelado pelo Calvário. Uma pessoa ganha para Cristo será o instrumento em atrair outras, e haverá um resultado sempre crescente de bênçãos e salvação (Mensagens aos Jovens, p. 207).

Que cada um de nós possa cumprir o papel que nos foi designado pelo Senhor. Que Deus nos abençoe e nos use como instrumentos em Sua causa.

“[…] Ebenézer […] até aqui nos ajudou o Senhor” (1 Samuel 7:12).

Pr. Lélis Silva

Diretor do Ministério Jovem – UNoB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *